quinta-feira, 22 de julho de 2010

talvez eu tenha apostado alto
e não percebi de onde poderia cair...
o tombo é feio,
mas eu me recupero...

Um comentário:

Fernanda Deunizio disse...

a cura sempre vem, independente da altura do tombo.

Sempre por aqui, F.